fbpx

Compartilhe:

Branding Versus Marca

Entenda a gestão de um dos ativos mais importantes da sua empresa. Ignorar sua marca pode ser um golpe fatal para o seu negócio.

Provavelmente você já se pegou pensando que talvez tenha chegado a hora de mudar o logo da sua empresa. Porém, ao ler os diversos termos como branding, marca, logo, você ficou bastante confuso. Afinal, o que é cada um?

Apesar de todos estes nomes se correlacionarem em algum momento, eles não são sinônimos um do outro.

De forma bastante resumida podemos dizer que Branding é a construção de uma marca a partir de um conjunto de estratégias. Qual personalidade ela teria? E seus valores? Já a Marca é a soma das expressões, é o sentimento visceral que as pessoas têm do seu produto, é a percepção externa.

Uma marca sem estratégia e narrativa é uma marca sem vida, que não se relaciona nem se aproxima com seus clientes. Ela não gera conexões, tampouco conquista fãs e defensores ao longo de sua história, o que, atualmente, é o maior desejo das grandes marcas.

“Marca é tudo aquilo que de fato traz identificação tanto em sentimento quanto no aspecto visual para uma marca, negócio e produto”

Ciro Rocha – CEO da Enredo

Nem todo projeto Branding resulta em uma marca nova, mas sempre será uma nova marca

Pode parecer confuso, mas esse título faz total sentido e vamos te explicar o que é “nova marca” e uma “marca nova”.

Dependendo do contexto em que falamos o termo “marca”, ela pode trazer significados diferentes. Se dissermos que você precisa ‘construir uma marca que se posicione melhor no mercado’, queremos dizer que a marca é tudo que se relaciona com as outras pessoas, como por exemplo: a loja física, o escritório, as pessoas que você contrata, a mensagem enviada através de um documento (ou rede social), a cultura que você constrói internamente, por exemplo.

Mas se dissermos que você ‘precisa criar uma marca nova’, pode ser que nossa intenção seja falar que você precisa de um novo logo ou toda a identidade visual.

Iniciar o processo de Branding, ou seja, a construção de uma marca, vai muito além de pensar em uma nova identidade visual. Isso, aliás, pode nem acontecer, mas a resposta virá depois de uma profunda pesquisa de mercado, seguida de um diagnóstico.

O estudo sobre a marca envolve entender o que os principais players do mercado estão fazendo, como estão se comportando, de que forma estão se destacando e ainda compreender o que seus clientes buscam. O que a marca diz para seu público e como ela se comporta, atualmente, é muito mais importante do que criar uma identidade visual que não leve seu público a lugar algum.

Brand…ing

Vale deixar claro que Branding não é um jeito ‘bonito’ de falar sobre construção de marcas. Brand, como todo mundo sabe muito bem, vem do inglês e significa Marca. Já o ING transmite a ideia de continuidade, ou seja, de que está sempre em construção.

Branding nada mais é do que um modelo de gestão – de marca – que tem como o principal objetivo gerar diferenciação diante de um mercado inundado de informações, além de se conectar com seus clientes e gerar valor.

No infográfico abaixo você pode visualizar tudo que se relaciona diretamente com o branding. Se algum destes pilares estiver desequilibrado ou andar isoladamente, a gestão da sua marca poderá estar comprometida.

Marca “boa” não é aquela que te agrada

O que determina se uma marca é “forte”? “Boa”? Ou de “sucesso”? Se você respondeu que é: ‘ter uma identidade bonita’ ou ‘um nome totalmente diferente’ está totalmente enganado.

O que determina se uma marca é ‘boa’ ou não é se ela conversa com seu cliente e se relaciona genuinamente. A Apple, por exemplo, possui o nome que, no português, significa Maçã. Existem diversas teorias sobre o significado do seu nome, mas fato é que Apple é apple e seu significado vai além e já se tornou uma referência em inovação no mundo inteiro.

Se você não gosta de uma marca e a julga como ‘ruim’ é porque, simplesmente, aquela marca não foi construída para o seu perfil. Você não é o público-alvo estabelecido no estudo estratégico.

“Posicionar uma marca corretamente e conduzir sua gestão de forma coerente influencia diretamente os aspectos de percepção do cliente ao considerar a compra, entender sua proposta, gerar confiança e, consequentemente lealdade. As marcas que consumimos falam muito sobre quem somos ou gostaríamos de ser “

Ciro Rocha, CEO da Enredo.

Lovers and Haters

E por falar em Apple… Atualmente estamos vivendo uma era de polarização. E não, não estamos falando de política.

Desde que a Apple se consolidou no mercado, ficou muito clara uma nova forma de se comunicar com o cliente. A Apple conseguiu fazer com que você a ame ou a odeie, e, automaticamente, quem a odeia é um defensor fanático da linha S da Samsung.

A batalha competitiva ultrapassou os telões e outdoors das cidades. Hoje, os clientes são os porta-vozes da marca e se sentem na obrigação de defender a marca que é sua queridinha. 

Os applemaníacos, apelido carinhoso dos amantes da Apple, encaram qualquer cenário para continuarem sendo clientes. Não por acaso, o lançamento de novas versões faz com que as pessoas enfrentam filas quilométricas para serem os primeiros clientes a adquirirem um novo celular.

https://i.insider.com/5f4e7b7b7ed0ee001e25cbec

Por aqui tivemos um projeto super desafiador neste sentido – e se falar que é desafio, nós amamos. A Pizzaria Folkz de Cascavel, no Paraná, nos trouxe o seguinte desafio: ninguém precisa de mais uma pizzaria, precisamos nos relacionar, criar um movimento. E foi o que fizemos.

Resultado? A Folkz se tornou uma das marcas mais amadas da cidade. Teve sua segunda unidade inaugurada ainda no 1º ano de lançamento da marca. Uma extensa lista de espera para expansão nacional e, o principal, uma marca com fãs de VERDADE.

Você pode ver o case completo acessando este link!

Marca é a promessa da organização.

Ela carrega em si muito além de benefícios funcionais, como também os emocionais, sociais e auto expressivos.

Não somente uma promessa, marca é uma jornada em busca de relacionamentos verdadeiros e conexões recíprocas. E como bem diz Gustavo Moura, nosso Sócio-Diretor de Branding: “a melhor estratégia é a verdade”.

Quer saber mais a respeito deste assunto? Escute o episódio do nosso podcast. Thaís Carvalho, nossa Estrategista de Comunicação, bateu um papo com nosso CEO Ciro Ribeiro Rocha sobre o tema.

Compartilhe: