fbpx

Compartilhe:

Negócios pós pandemia: Inovação como resiliência

Você está preparado para o futuro pós crise? Conheça algumas boas práticas e cases inovadores de negócios que prevaleceram e cresceram.

2020 vem testando a resiliência de todos. Repleto de incertezas e surpresas inconvenientes, como COVID-19, volatilidade do petróleo, crise política e econômica, o ano não é para os corações mais fracos. Com tudo isso em mente, vários negócios vêm seu fluxo de caixa afetado e se deparam com duas alternativas: adiar os investimentos planejados ou arriscar a inovar.

A tendência natural do ser humano é fugir do risco e procurar soluções aparentemente mais seguras, aquelas “dentro da caixa”. Entretanto, se nos esforçarmos para descrever 2020 em um único termo, provavelmente “dentro da caixa” não nos passaria pela cabeça. Manter-se no status quo em um ano com ritmo de década é não se preparar para os negócios pós pandemia.

Assim sendo, não há mais o luxo de não fazer nada. O comportamento do consumidor mudou drasticamente. A casa tornou-se a preocupação número um, saúde e bem-estar são pautas agora presentes em todos os negócios de 2020 e a praticidade do remoto, seja no trabalho, na alimentação e no lazer, tornou-se necessidade e grande força motriz para a digitalização.

A transformação digital e sua comodidade

Como resultado dessas mudanças, uma das mais em voga, já citada anteriormente, é a digitalização dos negócios. Uma caso de transformação digital de sucesso foi a Lar Cooperativa. A sua linha de supermercados é uma grande referência varejista no Oeste Paranaense, um ponto importante de encontro e experiência de compras da cultura local. Mesmo já estabelecida no mercado, decidiu ir além, partindo para o mundo digital com o “Lar Em Casa”, plataforma de compras online, lançada no final de março. Ao arriscar em fazer diferente e sair da inércia, conseguiu não só se proteger contra os efeitos da crise, como aumentar o faturamento da empresa (mais de 100%, em comparação com 2014) e notar um crescimento quase imediato. 

lar em casa: negócios digitais de sucesso 2020

Há também outros casos como o Zé Delivery, uma startup de aplicativo de bebidas, parte do núcleo de inovação da AB Inbev. O projeto de 2019 já tinha a preocupação em oferecer soluções digitais, ágeis e práticas ao seu consumidor, com o objetivo de expandir nacionalmente.  Sua postura inovadora lhe rendeu vantagem estratégica e maiores recursos para lidar com o momento atual, crescendo 38% em março de 2020, comparado ao mesmo período do ano anterior. 

zé delivery: negócios digitais de sucesso 2020

Visto que o consumidor moderno é aquele apressado, sem tempo, que busca soluções ágeis, seguras e cômodas, a digitalização torna-se essencial. Entretanto, há aqueles que vão mais longe e oferecem soluções nada convencionais a problemas antigos como é o caso da Assinei, que é uma plataforma de assinatura e gestão de contratos digitais. Seu produto consegue desburocratizar, maximizar tempo e reduzir custos. 

Assinei: negócios digitais de sucesso 2020

O futuro dos negócios vai além do digital

Os negócios do futuro não se baseiam, porém, apenas na digitalização, nas opções remotas e em ofertar bons produtos. Inclusive marcas que saíram na frente, como Lar, Zé Delivery e Assinei, citadas acima, entendem que os consumidores já não compram apenas pelos benefícios funcionais, mas estão interessados também em criar conexões mais profundas com suas marcas favoritas. Sendo assim, eles querem expressar suas personalidades e valores através do que compram. 

Portanto, marcas fortes conseguem romper a barreira dos atributos físicos do produto e transformam clientes em fãs. A vantagem disso é que fãs são muito mais fiéis, tem uma maior aversão a experimentar concorrentes e aceitam preços maiores, além de espalhar a palavra para mais pessoas, gerando mais clientes. 

Dessa forma, em momentos de incertezas, investir em branding torna-se imprescindível para se manter competitivo e assegurar que seus consumidores não abandonem o barco. A marca deve ir além e apresentar um posicionamento humano, interessado em promover o bem-estar social e econômico a sua volta e soar sempre verdadeira.

Isto é observado no da Magalu, que se posicionou de maneira firme e clara neste período de pandemia, criando várias campanhas, desde doações, comprometendo a manter funcionários (movimento “Não Demita!”), aumento de benefícios, entre várias outras. Seu posicionamento a levou a ser a marca mais bem avaliada durante a crise, segundo pesquisa da ESPM Rio. 

O próximo passo para negócios do futuro

Em suma, os negócios do futuro serão aqueles que aprenderão a lidar com o momento difícil e que tenham coragem para sair do senso comum. Que busquem sempre a modernização e a criação de marcas autênticas, de personalidade, que conectam pessoas em um nível mais humano e profundo. O risco afinal é querer jogar com cuidado, fazer as coisa como eram antes, ignorando que o mundo já não é o mesmo. Para seguir em frente, inovar é o único caminho.

Fonte da imagem de capa: @unitednations – Unsplash

Compartilhe: